• denuncias
  • peticionamento
  • mediacao
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • MPT-RJ torna pública a previsão de abertura de processo seletivo para estágio
  • logo mpt extensa
  • Pesquisa CNMP
  • MPT cadastra entidades para destinação de recursos
  • banner mudanca sede
  • MPT-RJ torna pública a previsão de abertura de processo seletivo para estágio
  • MPT alerta: coação da empresa no voto do trabalhador é violação trabalhista
  • Prêmio MPT de Jornalismo 2018: Inscrições prorrogadas até 31 de outubro
  • MPT promove Audiência Pública para debater inclusão de profissionais negros em redes de televisão
  • MPT lança campanha de combate à exploração do trabalho infantil e convoca sociedade para apoiar movimento
  • Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aplica pesquisa para ouvir a sociedade sobre temas prioritários na atuação do Ministério Público
  • Documentário expõe alto índice de mortes no trabalho. Clique para assistir.
  • Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região inicia mudança para nova sede.

MPT-RJ firma acordo judicial com a CSN para prevenção de acidentes de trabalho

Em caso de descumprimento a Companhia Siderúrgica Nacional poderá pagar multa diária no valor de R$10.000,00.

A Procuradoria do Trabalho no Município de Volta Redonda firmou acordo judicial com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) para cumprir um plano de trabalho para prevenção de acidentes, elaborado através de um termo de compromisso firmado entre a empresa e o Ministério do Trabalho (MT). O plano prevê ações, que serão realizadas até 2020, para garantir a proteção dos trabalhadores a partir do uso de equipamentos de segurança e por meio da adaptação das máquinas e equipamentos à NR - 12.

No acordo, a empresa apresentou um cronograma que poderá ser fiscalizado pelo Ministério Público do Trabalho, MT ou pela Justiça do Trabalho. Foi estabelecida multa de R$10.000,00 por dia em caso de violação do plano de trabalho.

"Após a celebração do acordo, o próximo passo é a fiscalização rotineira da empresa, para que as obrigações por ela assumidas sejam efetivamente cumpridas, garantindo-se a segurança do trabalhador", asseverou o Procurador do Trabalho, Rafael Salgado.

Histórico

O Ministério Público do Trabalho​ no Rio de Janeiro ajuizou a ação civil pública contra a CSN, em setembro de 2014, a partir de um inquérito instaurado para investigar a morte do trabalhador Tadeu Andrade Silva, em novembro de 2011. O empregado atuava no setor de gerência de materiais e morreu após ser atropelado por uma empilhadeira industrial.

Desde então, a Procuradoria do Trabalho no Município de Volta Redonda tem investigado diversos acidentes na CSN, alguns fatais, ocasionados pelo descumprimento das normas de segurança. Entre 2015 e 2016, diversos pedidos de urgência para garantir a segurança dos trabalhadores foram indeferidos pela Justiça do Trabalho e o processo chegou a ser suspenso. Ao longo dos últimos anos, inúmeros acidentes foram registrados na CSN, com 11 trabalhadores sendo vítimas fatais.

Assessoria de Comunicação • Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ)
(21) 3212-2121 • (21) 9 9423-7936
prt01.ascom@mpt.mp.br
prt1.mpt.mp.br | Twitter: @MPTRJOficial | Facebook: MPTRJ.Oficial

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • AUDIN
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos